Centro do Rio de Janeiro: tudo o que você precisa saber a respeito

7 minutos para ler

Uma das mais importantes regiões cariocas, o centro de Rio de Janeiro reserva muitas histórias e atrativos. Conheça melhor aqui.

Quando visitamos uma cidade diferente, o primeiro lugar que pensamos em conhecer é o centro da região, certo? No entanto, você sabe o porquê disso?

Geralmente, é nos centros que encontramos parte da história de uma cidade, que é contada por meio de casarios antigos, moradores tradicionais, festas típicas, estabelecimentos com artigos específicos, entre outros pontos que, se observados com cuidado, estão sempre em evidência.

Com o Rio de Janeiro não é diferente. Se as ruas falassem, certamente teriam muito o que contar sobre eventos históricos e conquistas travadas na região central desse município que é tão querido mundo afora.

Assim, para que você compreenda tamanha relevância do centro do Rio de Janeiro, separamos algumas informações interessantes a respeito do assunto e as reunimos neste artigo. Confira o que preparamos!

Rio de Janeiro: a Cidade Maravilhosa

Com seus mais de seis milhões de habitantes, o Rio de Janeiro tem uma infinidade de opções para oferecer aos seus moradores e turistas, seja para momentos de lazer e descontração, seja para situações mais sérias que exigem serviços e comércios especializados.

A verdade é que, na Cidade Maravilhosa, não há tempo ruim. Mesmo que as praias sejam um dos atrativos mais visitados, outros pontos consagrados da cidade fazem os dias cariocas mais alegres. São alguns deles: o Corcovado, o Estádio do Maracanã, o Theatro Municipal e, é claro, as escolas de samba.

E quem pensa que o Rio de Janeiro conquista apenas pelo seu jeitinho praieiro e de muito gingado, é porque ainda não provou os pratos típicos da região. A feijoada carioca, por exemplo, é o prato mais famoso do Brasil.

Além disso, a importância histórica da cidade também faz jus à grande quantidade de turistas que passam por aqui, como o fato de que o Rio de Janeiro foi a capital do Brasil por 200 anos (1763 até 1960).

Inclusive, muito dessa história ainda se mantém intacta no centro do município, sobre o qual nos aprofundaremos a seguir. Continue com a gente!  

Centro do Rio de Janeiro

centro do rio de janeiro

Você sabia que, com a chegada da Família Real ao Brasil, especialmente no Rio de Janeiro, muitos eventos de grande relevância histórica e impacto cultural aconteceram no centro da Cidade Maravilhosa?

Para entender a respeito disso e aguçar sua curiosidade quanto ao que fazer no centro do Rio de Janeiro, quais atrativos devem ser visitados e quais bairros compreendem as proximidades da região, acompanhe os próximos itens!  

História e curiosidades

Assim como a maioria das localidades, o centro carioca foi o primeiro bairro a surgir no Rio de Janeiro. Atualmente, considera-se que é o coração da cidade, principalmente em termos financeiros e econômicos, já que tem lojas e empreendimentos comerciais por todos os lados.

Até períodos do século XVIII, grande parte dos primeiros moradores da cidade se aglomeraram na parte central, com exceção daqueles que tinham moradia em áreas rurais, como fazendas e chácaras.

Com o passar do tempo e o aumento da população, as pessoas começaram a tomar outras regiões, abrindo caminhos que mais tarde se transformaram em ruas. Assim, ocuparam zonas mais distantes, aterraram áreas próximas ao mar e ergueram novas casas.

Essa movimentação deu forma ao centro do Rio de Janeiro, que foi se expandindo — nessa época ainda com ruas sem calçamento — e ganhando novos ares urbanos.

Tais eventos resultaram, ainda, no crescente comércio marítimo, que tornou o porto e as redondezas da atual Praça Quinze de Novembro em um centro econômico e administrativo da cidade.

Hoje, é possível resgatar essas histórias ao se observar as construções da região central, como o Mosteiro de São Bento e os Arcos da Lapa. Ao andar pela Rua Primeiro de Março, que antes era conhecida como Rua Direita, também há história envolvida, pois sua origem é da época.

Inclusive, na Primeiro de Março, temos a Assembleia Legislativa, que funcionou por muito tempo como Parlamento Principal. Atualmente, é uma das construções mais simbólicas da região.

Atrativos da região

Além da arquitetura histórica e dos resquícios coloniais, o centro do Rio de Janeiro tem pontos turísticos que encantam.

Você pode, por exemplo, tomar um cafezinho na Confeitaria Colombo, que tem mais de 120 anos de história e já virou tradição na região. Com arquitetura refinada e pratos belíssimos, o lugar fica na Rua Gonçalves Dias e está entre as 10 cafeterias mais bonitas do mundo.

Pelo centro também há museus de diferentes estilos, como o Museu Nacional de Belas Artes, que traz mais de 18 mil itens em seu acervo. Já o Museu do Amanhã utiliza a Ciência a seu favor, oferecendo experiências únicas e perceptivas sobre a vida no futuro.

Tem, ainda, a Biblioteca Nacional, que foi criada para substituir a antiga Livraria Real, de Dom João. Em seu acervo, há mais de nove milhões de itens para consulta e leitura, o que a faz ser considerada pela UNESCO como uma das principais bibliotecas nacionais do mundo.

Feiras e mercadinhos se instalam pelas ruas centrais em certas épocas do ano, a exemplo da Feira do Lavradio, organizada sempre no primeiro sábado do mês. Por lá, são vendidas artes diversas, da moda à música.

E para fechar com chave de ouro, em homenagem aos mais aventureiros, a parte central do município comporta o Bar da Cachaça. Em seu cardápio, há mais de dois mil rótulos de cachaças e petiscos para deixar a noite no centro mais divertida e saborosa.

Proximidade com a Grande Tijuca

Outro fator que merece reconhecimento é a distância do centro para a Grande Tijuca. Esta diz respeito a alguns dos principais bairros do Rio de Janeiro, tidos como uns dos melhores para se viver.

A Grande Tijuca tem uma extensão valiosa e fica perto de inúmeros pontos turísticos da cidade do Rio de Janeiro. Também faz ligação com outras zonas, desde o norte até a parte central do município.

A mobilidade urbana é ponto positivo nesse sentido. Isso porque mesmo que você esteja mais distante, certamente encontrará uma opção de transporte e poderá se locomover para outras regiões com facilidade e comodidade.

Essa proximidade com o centro também ajuda quando o assunto é entretenimento, uma vez que diversos atrativos da Grande Tijuca possuem valor cultural. É o caso da Floresta Nacional da Tijuca, com seus mais de 4.200 hectares e diversas espécies preservadas.

Alguns dos grandes shoppings do Rio se concentram na região, aumentando ainda mais o valor da Grande Tijuca e chamando os visitantes para um passeio completo por entre os bairros.

Dessa forma, se você ficar preocupado em não ter o que fazer ou imaginar que o centro da cidade é muito pacato, pode deixar esse pensamento de lado. Afinal, o que não faltam são opções para lazer e entretenimento, tanto na Grande Tijuca quanto no centro do Rio de Janeiro.

Venha conhecer o Rio de Janeiro de pertinho e apreciar a cultura local

E você? Já conhece o centro do Rio de Janeiro? Se a resposta for negativa, não perca tempo e venha visitar a região, pois temos a certeza de que se apaixonará por esse pedacinho histórico carioca.

Aliás, como estamos falando de história e já mencionamos a proximidade do centro do Rio de Janeiro com a Grande Tijuca, leia nosso artigo sobre a “História da Tijuca no Rio de Janeiro: um dos melhores bairros cariocas” e saiba mais sobre a região!

Posts relacionados

Deixe um comentário